MORCEGO

Resumo: O morcego caracteriza-se como um dos mais misteriosos e controversos animais. Em minha experiência profissional com sandplay, o morcego é escolhido em momentos muito particulares, por ser um animal que carrega frequentemente projeções sombrias relacionadas a suas características biológicas. Vivências traumáticas encontram-se frequentemente alojadas em uma área da psique, particularmente sombria, uma vez que a dor que a acompanha procura um lugar distante da consciência como mecanismo de defesa. Assim sendo, o estudo do morcego conecta-se com a compreensão de dinâmicas que envolvem trauma e resiliência e seu simbolismo torna-se desafiador e necessário para amplificações e compreensão de seus variados aspectos. A parte I deste estudo descreve suas principais características biológicas que dão suporte a diversas projeções sobre este animal. A parte II apresenta alguns de seus aspectos simbólicos mais importantes. Iniciando com alguns mitos de origem que apontam a aparência e a condição de vida do morcego como resultado de um castigo ou punição por traição, orgulho ou preguiça. Portanto, temos o morcego como possibilidade de elaboração da sombra, da ingenuidade e das ilusões irreais, convidando a consciência a um processo construtivo no desenvolvimento.  É frequente que se projete sobre o morcego um lado espiritual sombrio devido às suas características de habitante da noite e de sua excelente capacidade de se guiar bem na escuridão total. Assim, permite estabelecer facilmente uma associação com demônios e bruxas descrito em detalhes no item aspecto maléfico. Por outro lado, os aspectos benéficos do morcego referem-se basicamente às qualidades de proteção e sorte. Por ser um animal de hábitos noturnos que enxerga onde não há luz e faz uso de um sofisticado mecanismo de orientação, torna-se representativo de um recurso intuitivo de sobrevivência, capaz de vigiar e proteger. A ideia fantasiosa de que o morcego possui uma dupla natureza, mamífero e ave, pode ser encontrada em várias histórias nas quais se aproveita desta condição para obter certas vantagens. Outro aspecto positivo deste animal pode ser visto no item poder de cura e proteção pois era usado como amuleto de proteção contra os poderes do demônio e como objeto que trazia boa sorte. Batman, herói que viveu a experiência traumática da morte de seus pais e que, em sua jornada, aponta para a necessidade de integração de qualidades consideradas sombrias pela cultura para o desenvolvimento do potencial e criatividade do ser humano. Por fim, Drácula com seu aspecto ameaçador e vampiresco tão frequentemente presente nas relações humanas. O morcego como um símbolo de muitas facetas pode contribuir significativamente para a compreensão de um processo quando emerge em material analítico. Pode transportar-nos para profundezas, mistérios e ambientes desconhecidos a serem visitados. Pode auxiliar no contato com as dores escondidas e na retomada de recursos sob o cuidado, proteção e testemunho do analista de sandplay. Embora muitos outros aspectos possam ser considerados em seus estudos, espero que este trabalho possa contribuir para ampliar a visão simbólica deste animal tão intrigante.

Mais informações: nsauaia@yahoo.com.br